Margaret River Pro cancelado devido atividade de tubarões

De Souza, foto Cestari

A WSL tomou a difícil decisão de cancelar o restante do Margaret River Pro, como resultado de circunstâncias excepcionais em torno do evento desta temporada com tubarões e a segurança dos surfistas.

POR SOPHIE GOLDSCHMIDT – WSL

Esta manhã, a CEO da WSL, Sophie Goldschmidt, enviou uma carta aos surfistas informando sobre o cancelamento do restante do Torneio Margaret River Pro 2018, Evento No. 3 na WSL Championship Tour 2018, como resultado de circunstâncias excepcionais e únicas em torno desta temporada. evento com relação a tubarões e a segurança de nossos surfistas.

A WSL coloca o maior prêmio em segurança. Isso não pode ser apenas conversa e não pode ser comprometido. O surfe é um esporte que carrega várias formas de risco, e é único em que os animais selvagens habitam nosso ambiente de desempenho. Os tubarões são uma realidade ocasional das competições da WSL e do surfe em geral. Todos os associados ao nosso esporte sabem disso. Houve incidentes no passado – e é possível que haja incidentes no futuro – que não resultaram (e não resultarão) no cancelamento de um evento. No entanto, as circunstâncias atuais são muito incomuns e preocupantes, e decidimos que o risco elevado durante o Margaret River Pro desta temporada ultrapassou o limite para o que é aceitável.

No dia 16 de abril (hora local), ocorreram dois ataques de tubarões separados em Gracetown, a aproximadamente 6 km do local principal do evento, em Main Break. A presença de baleias encalhadas na área atraiu tubarões e contribuiu para a agressividade de seu comportamento, o que, segundo especialistas, aumentou a possibilidade de novos ataques. Essas descobertas resultaram em locais próximos sendo fechados para surfe e natação.

Estamos comprometidos em estar tão preparados quanto possível para o que a natureza nos proporciona. A WSL mantém infraestruturas e protocolos de segurança, monitoramento e suporte fortes e em constante aprimoramento, e normalmente teríamos um alto grau de confiança em nossa capacidade de proteger nossos atletas. No entanto, o limite foi ultrapassado para a organização, e se decidíssemos continuar o evento nas circunstâncias atuais, e algo terrível acontecesse, nunca nos perdoaríamos.

Estamos dolorosamente conscientes de que esta decisão terá ramificações comerciais para a comunidade local e desapontará alguns de nossos parceiros, fãs e atletas. Nós sinceramente lamentamos isso. Nossa estrutura competitiva permite a distribuição de pontos em caso de cancelamento. No entanto, não estamos desistindo de completar a competição masculina e feminina neste ano, e vamos comunicar nossos pensamentos sobre isso quando soubermos mais.

Yago Dora, foto WSL

Margaret River é um local especial, com parceiros incríveis. Produziu muitos momentos memoráveis ​​ao longo dos anos e, no momento, não temos planos de não voltar no futuro. Agradecemos que nem todos concordem com esta decisão, mas esperamos que eles a respeitem. A segurança dos atletas será sempre a nossa prioridade absoluta e agradecemos à comunidade local, aos nossos parceiros e aos nossos surfistas por apoiarem a decisão.

O cancelamento do Margaret River Pro vai mostrar pontos distribuídos pelo livro de regras da WSL, mas os organizadores não descartaram a possibilidade de completar os eventos em outros lugares durante a temporada.

Ferreira, foto Cestari

Margaret River Women’s Pro Quarterfinal Matchups:

QF 1: Carissa Moore (HAW) vs. Tatiana Weston-Webb (HAW)
QF 2: Stephanie Gilmore (AUS) vs. Bronte Macaulay (AUS)
QF 3: Nikki Van Dijk (AUS) vs. Johanne Defay (FRA)
QF 4: Tyler Wright (AUS) vs. Lakey Peterson (USA)

Margaret River Men’s Pro Round 3 Matchups:

Heat 1: Owen Wright (AUS) vs. Keanu Asing (HAW)
Heat 2: Kolohe Andino (USA) vs. Jesse Mendes (BRA)
Heat 3: Jordy Smith (ZAF) vs. Michael February (ZAF)
Heat 4: Italo Ferreira (BRA) vs. Michael Rodrigues (BRA)
Heat 5: Sebastian Zietz (HAW) vs. Conner Coffin (USA)
Heat 6: Julian Wilson (AUS) vs. Kael Walsh (AUS)
Heat 7: Gabriel Medina (BRA) vs. Jack Robinson (AUS)
Heat 8: Michel Bourez (PYF) vs. Connor O’Leary (AUS)
Heat 9: Adriano de Souza (BRA) vs. Willian Cardoso (BRA)
Heat 10: Filipe Toledo (BRA) vs. Yago Dora (BRA)
Heat 11: Joel Parkinson (AUS) vs. Joan Duru (FRA)
Heat 12: John John Florence (HAW) vs. Mikey Wright (AUS)

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=12912