O novo WSL de acordo com Bobby Martinez


“Se eu estivesse em turnê agora, também ficaria chateado. Eu estaria dando o mesmo discurso, dizendo ao WSL que foda. Eu estaria sendo expulso”.

POR: ASHTON GOGGANS
TRADUÇÃO: Roberto Samper

Ontem, lançamos os vislumbres da nova visão do WSL para o futuro do surf profissional , revelado aos atletas e seus manipuladores em uma reunião super secreta na terça-feira. A partir dos relatórios que caíram, a carne e as batatas que o WSL serviu não satisfizeram uma fatia saudável do pacote faminto da turnê.

Sabendo que ele poderia simpatizar, chamamos Bobby Martinez, assim como ele terminou de colocar sua primeira filha na cama (ele e sua esposa, Cleo, estão esperando o segundo bebe) para ouvir o que ele pensou sobre o WSL Nova direção, seis anos depois que o micrófono soltou o “wannabe tennis tour” e passou para pastagens mais verdes. Bobby era seu eu sincero, seu tom era o de um homem que se sentia muito bem com suas decisões nos dias de hoje.

Ei Bobby, tenho certeza de que você conseguiu o vento de todo o WSL agitar-se esta AM. Recebemos 700 comentários, como 300 dos quais os leitores morrem de vontade de saber o que Bobby Martinez pensa.

BOBBY: Ha! Não, eu ouvi algo, mas não sei nada. O que você está fazendo agora?

Aguente, eu vou puxá-lo. [Lê pontos de bala.]

Parece a mesma velha merda. Eles sempre tentam mudá-lo, e eles sempre fodem. Os surfistas estão chateados?

Sim, parece que muitos dos homens não estão sentindo isso. Ou sinto que é elitista, etc.

Cara, eu sei exatamente o que diabos esses caras estão sentindo. Se eu estivesse em turnê agora, ficaria chateado também. Eu estaria dando o mesmo discurso, dizendo ao WSL que foda. Eu estaria sendo expulso.

Como você se sente sobre o fato de que aqueles, como,: 45 segundos de você falar com Todd Kline são os mais excitantes: 45 segundos do último surf profissional, o que, como seis anos?

[Risos] Sim, quero dizer, as pessoas pensaram que eu era amargo naquela época, ou cansado ou algo assim. Mas você sabe, nós teríamos essas reuniões – a união do surfista, ou qualquer coisa – e ninguém ficaria atrás um do outro. Você sabe que é divertido, ouvir sobre isso. Então, este concurso nos Ments, é só para os seis melhores? E todos os homens mais bem classificados foram bummed, certo? E os melhores, eles são animados porque são bons. Homem, parece que sempre que o ASP já conseguiu que os melhores jogadores continuassem com algo que eles pensassem, então foda o resto, estamos apenas fazendo isso.

As pessoas pensaram em voltar quando eu disse que não se importavam com o que os surfistas pensam – que eu estava falando merda. Eu quis dizer isso. Porque os caras do ASP, são idiotas se acharem que o surf vai ser futebol. O maior esporte de foda no mundo. E não é. Não é interessante para as pessoas.

Lembro-me, havia um cara que estava dirigindo o sindicato do surfista, ele era um advogado ou algo assim, e ele estava trabalhando com o ASP com os caras em turnê. Ele não surfou, mas de alguma forma ele estava executando a união, eu não lembro. Mas ele dizia coisas como: “David Beckham controla seus direitos de imagem e ele faz 200 milhões de dólares por ano …” e blá, blá, blá. Apenas lavagem cerebral desses surfistas. E os surfistas, estúpidos e pensando que estão ficando famosos, eles pensam: “Nós merecemos isso!” E eu pensei: Você é um idiota! Surfing é um nicho de mercado, e o ASP precisa perceber isso.

Navegar no horário nobre não está acontecendo na sua vida, você não pensa?

Não, a menos que seja a grande onda, honestamente. [Risos] É divertido, lembro, quando eu estava competindo, eu tinha muitos pequenos amigos, pequenos homies que não sabiam o que realmente era o surf, mas eles vieram ao US Open e eles me observaram surfar. E um deles apareceu e disse: preciso ser sincero: “Por que vocês fazem o mesmo em todas as ondas?” E eu ri. Eu disse a ele: “Você sabe o que, você está certo! O que você vê é o que todo mundo no mundo vê”. Eles não podem se relacionar com isso. Eles vão assistir e achar que não é emocionante.

The black and white world of Bobby Martinez from Morgan Maassen on Vimeo.

Assistindo a Mick surja uma onda em JBay, onde ele faz 10 turnos, não é emocionante para as pessoas que não surfam. Você sabe, quando as pessoas me vêem, são como. “Homem, o ASP! Nunca mudou nada. “É chato. É coxo. Há provavelmente os mesmos juízes, no mesmo painel, recebendo o pagamento das mesmas pessoas que quando estava em turnê. E Mick e Joel e todos esses caras, surfando o mesmo por quinze anos, os mesmos resultados, as mesmas voltas,

E eles continuam tentando modelar tudo depois de outros esportes. Mas não é o mesmo, há tantos lugares que têm oceano e sem ondas. Nem todos vivem na costa. Nem todo mundo tem $ 1.000 dólares para um conselho e um fato de mergulho e um carro. Quem pode pagar isso? Muita do mundo, mesmo uma grande parte da América, não tem muito dinheiro. Surf é um esporte especial, branco, esportivo. Com esses outros esportes, crianças do gueto que não têm nada, podem pegar uma bola e ir encontrar um jogo. Você quer fazer MMA, lutar no UFC, pode entrar na academia. Futebol: pobreza. Boxe: pobreza.

Bem, nós realmente não conseguimos tão detalhadamente os detalhes – não que existam muitos, mas – mas é seguro dizer que você não vê que essa é a resposta a esse grande problema que ninguém parece ser capaz de reconhecer.

As pessoas que estão executando isso, que pensam que vai ser um esporte convencional, eles precisam olhar no espelho e perceber que nunca acontecerá.

Quando eu disse, as pessoas pensavam que eu era amargo. Mas era mais profundo do que isso. Eu era apenas aquele que chamava sua merda.

Whatever Beach : Bobby Martinez from Vacation Club on Vimeo.

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=9455