Novo formato da WSL

Fugas da sessão fechada obrigatória de ontem: uma temporada QS de três meses e um título-decisor no Mentawais!

POR: ASHTON GOGGANS
TRADUÇÃO: Roberto Samper

Ontem, em uma sessão fechada obrigatória, o WSL reuniu-se com seus atletas para desvendar uma nova mudança radical no surf profissional. E os surfistas – pelo menos, aqueles que nunca sentiram um título mundial sob seus cintos – estão menos entusiasmados. Mas devemos dizer, nós adoramos o som dele.

Com o verdadeiro estilo WSL, a quantidade de detalhes do leão será derramada através de vazamentos. Mas, aqui está o que nos disseram:

– Em vez de coroar um campeão no Pipe, a temporada regular do WCT … COMEÇAR no Havaí, em fevereiro.
– A temporada de CT terminará em setembro. (Possivelmente, em Teahupoo.)
– Em vez de ser decidido por pontos acumulados, o Campeão Mundial será coroado em horário nobre em um evento de especialidade, realizado na Indonésia e com apenas a plataforma superior da turnê …
– No final da temporada, os seis melhores e as quatro maiores mulheres competirão em um evento, provavelmente no Mentawais, para estabelecer o Campeão do Mundo, no que provavelmente será o maior evento de produção em escala na história do esporte.
– Para vencer o Campeonato do Mundo, o surfista do sexto classificado vai contra o quinto, o vencedor daquele contra o quarto, e assim por diante, até o confronto final: Quem quer que tenha conseguido enfrentar o mundo número um classificado.
– A série de qualificação começará imediatamente após a decisão do título, operando de forma semelhante às Ligas Menores em outros esportes pro, e permitindo condições equitativas e horário aberto para os surfistas da CT para competir e re-qualificar, ou treinar e desfrutar de um real fora -estação.
– A temporada QS será de setembro a dezembro e terminará no Havaí, presumivelmente com a Triple Crown.

De acordo com fontes múltiplas, todas as quais pediram para permanecer anônimo, o novo conceito foi encontrado com resistência de uma parcela respeitável da turnê.

Aqui está uma amostra:

“É uma piada”, uma fonte familiar diz a Stab. “É tão estranho. Não só isso, faz o resto da turnê sentir como se fosse a Série Qualificadora. Isso diminui. Eu acho que o objetivo é tentar fazer como um Superbowl, ou a Série Mundial, como, playoffs. Eles estão tentando o mais difícil fazer surfar vendável como esporte. Sente-se elitista, como se apenas favorecesse os nomes que já são grandes.

John John era como, “Sim, está doente.” Mas ele já tem um título mundial. Se eles quiserem ir e escolher pessoas de cerejeira e fazer eventos especiais – como este evento wavepool, onde basicamente são apenas pessoas que conquistaram World Titles – tudo bem, vá e faça isso. Mas se você é um alguém que se aproxima do sétimo lugar no mundo e pelos números você está apenas atrás do número três e você não tem chance de ir para o título, isso é uma besteira.

Lá’ Muitos bons surfistas lá fora que merecem a chance, e ele simplesmente se sente elitista. No curto prazo, é muito legal, essa nova direção, e entendo. Mas a longo prazo, parece que algo está deixando o esporte. Não é rebelde, não é subcultural. Eles estão apenas tentando tão difícil de vender. Mas esses caras vão fazer o que querem fazer. Eles são o dinheiro “.

Não foi nenhum segredo que grandes mudanças estavam descendo o pique para o WSL, com mudanças de liderança e rumores de shakeups fundamentais, para não mencionar um evento de wavepool confirmado por conta, ainda que não anunciado, mas apenas por semanas, apenas semanas longe.

Aqui está o que o vice-presidente sênior de identidade global da WSL, Dave Prodan, teve que dizer:

“O surf é um esporte e uma cultura nascidos da evolução e da inovação. Como organização, a WSL se esforça para honrar esse mesmo espírito em nosso compromisso de defender o melhor surf do mundo.

Estamos atualmente em discussão para trazer mudanças emocionantes para o esporte com o calendário de turnê e a determinação dos WSL Champions. Estamos tendo essas discussões com nossos surfistas e nossos principais interessados ​​e as conversas têm sido muito comprometidas e encorajadoras.

Estamos ansiosos para divulgar detalhes quando estivermos prontos. ”

Os detalhes certamente continuarão a escorrer nas próximas semanas, mas ainda não foi alcançado nenhum consenso.

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=9468