Carissa Moore é a campeã mundial da WSL 2019

MAUI, UNITED STATES – DECEMBER 2: Carissa Moore of Hawaii wins her fourth WSL World Title at Honolua Bay on December 2, 2019 in Maui, United States. (Photo by Kelly Cestari/WSL via Getty Images)

O tetracampeonato da havaiana foi confirmado quando Stephanie Gilmore derrotou Caroline Marks e a australiana depois carimbou a faixa da campeã e venceu o lululemon Maui Pro.

A havaiana Carissa Moore conquistou seu quarto título mundial no World Surf League Championship Tour 2019, nas quartas de final do lululemon Maui Pro nesta segunda-feira no Havaí. O tetracampeonato foi confirmado quando a heptacampeã Stephanie Gilmore, derrotou a californiana Carolline Marks nas ondas de 4-6 pés em Honolua Bay, na ilha de Maui. Depois, a australiana carimbou a faixa de Carissa Moore nas semifinais e venceu o lululemon Maui Pro, no outro confronto de campeãs mundiais que fechou a última etapa do ano, com Tyler Wright. A brasileira Tatiana Weston-Webb perdeu para Tyler nas semifinais e dividiu o terceiro lugar com Carissa Moore, subindo para o sexto lugar no ranking final de 2019. Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=22780

Frederico Morais vence em Haleiwa e assume liderança no QS


Frederico Morais confirmou sua vaga no CT 2020 com o título no QS 10000 Hawaiian Pro e ultrapassou os quatro brasileiros que encabeçavam o ranking antes da Tríplice Coroa Havaiana.

O português Frederico Morais garantiu seu retorno a elite do World Surf League Championship Tour, vencendo o QS 10000 Hawaiian Pro no domingo de ondas de 4-6 pés em Haleiwa Beach, último dia do prazo para encerrar a primeira joia da Tríplice Coroa Havaiana. Com a vitória, “Kikas” tirou a liderança do WSL Qualifying Series do potiguar Jadson André, ultrapassando os quatro brasileiros que encabeçavam o ranking e eram os únicos já confirmados no CT 2020. Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=22707

Jeremy Flores e Carissa Moore vencedores do Quiksilver e Roxy Pro France 2019

HOSSEGOR, FRANCE: Jeremy Flores e Carissa Moore. (Photo by Damien Poullenot/WSL via Getty Images)

Jeremy Flores foi o primeiro francês da história a vencer a etapa francesa do World Surf League Championship Tour com um tubo nota 9,67 na primeira onda da final com Italo Ferreira.

O potiguar Italo Ferreira foi o Brasil na decisão do título do Quiksilver Pro France, mas Jeremy Flores surfou um tubaço nota 9,67 em La Graviere logo na primeira onda e festejou junto com a torcida, a primeira vitória de um francês na história da etapa francesa do World Surf League Championship Tour. Com o título, Jeremy subiu do 14.o para o nono lugar no ranking e passou a ser o último com chances matemáticas de brigar pelo título mundial da temporada, que segue com Gabriel Medina e Filipe Toledo na frente. Italo ganhou a quarta posição e continua na disputa direta do título e pela vaga nas Olimpíadas de Tokyo 2020 no Japão com os líderes. No feminino, Carissa Moore venceu pela terceira vez na França e pode confirmar seu quarto título mundial já no MEO Rip Curl Pro Portugal, que começa nesta quarta-feira em Peniche. Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=21946

Gabriel Medina é bicampeão com Filipe Toledo em segundo de novo no Surf Ranch

LEMOORE, CA, UNITED STATES – SEPTEMBER 21: (left – right) Johanne Defay of France runner-up, Lakey Peteson of the United States winner, Two-time WSL Champion Gabriel Medina of Brazil winner and Filipe Toledo of Brazil runner-up in the 2019 Freshwater Pro on September 21, 2019 in Lemoore, CA, United States. (Photo by Kelly Cestari/WSL via Getty Images)

A vitória no Freshwater Pro valeu a liderança no ranking para Gabriel Medina buscar o tricampeonato mundial e Filipe Toledo é o principal concorrente na reta final da temporada.

O bicampeão mundial Gabriel Medina foi imbatível mais uma vez nas ondas perfeitas da piscina criada por Kelly Slater no interior da Califórnia e com Filipe Toledo sendo o segundo melhor surfista de novo no Surf Ranch. Medina confirmou o bicampeonato no Freshwater Pro apresentado por Outerknown, nas primeiras ondas que surfou na rodada final. Começou com a maior nota do evento na esquerda, 9,93, que somou com 8,93 na direita para totalizar 18,86 pontos. Filipe tinha feito 17,33 com 9,63 na direita que lhe garantiu o segundo lugar, mas passa a lycra amarela do Jeep Leaderboard para Medina, porque a vitória valia a liderança no ranking do World Surf League Championship Tour. Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=21562

Owen Wright vence o Tahiti Pro Teahupo’o 2019

TEAHUPO’O, TAHITI – AUGUST 28: (left-right) Two-time WSL Champion Gabriel Medina of Brazil the defending event winner finishes runner-up with close friend Owen Wright of Australia winning the 2019 Tahiti Pro Teahupo’o on August 28, 2019 in Tahiti, Franch Polynesia. (Photo by Kelly Cestari/WSL via Getty Images)

Owen Wright vingou a derrota sofrida na final do ano passado para Gabriel Medina, que chegou em sua quinta decisão de título nos últimos seis anos do maior desafio da temporada

O fenômeno Gabriel Medina chegou a sua quinta final nos últimos seis anos do Tahiti Pro apresentado pela Hurley, mas o australiano Owen Wright pegou os melhores tubos dessa vez para vingar a derrota sofrida na decisão do ano passado para o bicampeão mundial. Ele impediu o tricampeonato do brasileiro, que poderia assumir a liderança do ranking com a vitória, mas é Filipe Toledo quem vai vestir a lycra amarela do Jeep Leaderboard na próxima etapa, o Freshwater Pro na piscina do Surf Ranch, de 19 a 22 de setembro na Califórnia. Medina pulou da sétima para a quarta posição e Owen Wright, que começou o dia tirando uma nota 10 contra Jadson André, subiu do 12.o para o oitavo lugar com sua primeira vitória no maior desafio do World Surf League Championship Tour. Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=21016

O catarinense Heitor Mueller e a paulista Isabela Saldanha vencem o Oi Pro Junior Series de Floripa


O jovem surfista de apenas 15 anos de idade usou os aéreos para derrotar o peruano Raul Rios depois de Isabela conseguir a primeira vitória do Brasil contra a argentina Coco Cianciarulo.

A torcida catarinense fez a festa com a vitória incrível do jovem surfista Heitor Mueller, de apenas 15 anos de idade, que usou os aéreos nas direitas da Praia da Joaquina para derrotar o peruano Raul Rios, 16 anos, na decisão do Oi Pro Junior Series de Florianópolis. Na final feminina, também deu Brasil com a paulista Isabela Saldanha, 16 anos, conquistando igualmente sua primeira vitória na categoria Sub-18 do Circuito Sul-americano da WSL Latin America. Ela surfou a melhor onda da bateria para derrotar a argentina Coco Cianciarulo, 15 anos, que tinha eliminado as surfistas que brigavam pela segunda posição no ranking. Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://www.floripasurfreport.com.br/?p=21174