World Surf League apresenta as novidades para a temporada de 2015

wsl_logo (Copiar)A World Surf League também continuará definindo os campeões mundiais das categorias Pro Junior, Longboard e Big Wave em ondas gigantes

WSL Southamerica
O título mundial de Gabriel Medina foi o último da história da sigla ASP de Association of Surfing Professionals, que a partir de 2015 vai mudar para WSL de World Surf League, que já apresenta várias novidades para a próxima temporada. A premiação das etapas do WSL World Championship Tour que decidem o título mundial aumentou de 500 mil dólares para 525 mil dólares e a do feminino subiu de 250 mil para 262,5 mil dólares. Mas, as maiores mudanças foram no circuito classificatório para a divisão de elite, que passará a ser chamado de WSL Qualifying Series e terá novas nomenclaturas das etapas. A World Surf League também continuará definindo os campeões mundiais das categorias Pro Junior, Longboard e Big Wave em ondas gigantes.

277588_670x376.0204081632653

O novo WSL Qualifying Series vai diminuir os antigos sete níveis de pontuações classificados por estrelas desde 1992, para apenas cinco níveis utilizando uma nova terminologia que visa simplificar o mecanismo do QS para o público, mídia, mercado e atletas. O objetivo é garantir que os melhores surfistas se classifiquem para a elite dos top-34 que disputa o título mundial no World Championship Tour. As etapas com nível 1 estrela passarão a se chamar “QS 1000”, as de 2 e 3 estrelas se fundiram em “QS 1500”, o mesmo acontecendo com as de 4 e 5 estrelas em “QS 3000”, com as de 6 estrelas mudando para “QS 6000” e as com status Prime para “QS 10000”.

“QS 1000”- premiação de US$ 10.000 no masculino, US$ 5.000 no feminino e 1.000 pontos no ranking

“QS 1500” – premiação de US$ 50.000 no masculino, US$ 15.000 no feminino e 1.500 pontos

“QS 3000” – premiação de US$ 100.000 no masculino, US$ 30.000 no feminino e 3.000 pontos

“QS 6000” – premiação de US$ 150.000 no masculino, US$ 40.000 no feminino e 6.000 pontos

“QS 10000” – premiação de US$ 250.000 a 400.000 no masculino, US$ 80.000 a 150.000 no feminino e 10.000 pontos

“Nosso objetivo com o Qualifying Series é sempre buscar garantir que os melhores surfistas avancem para o mais alto nível do Circuito Mundial, que é o World Championship Tour”, disse o Comissário da ASP, Kieren Perrow. “As mudanças que estão sendo feitas para o próximo ano foram projetadas para melhorar o processo de classificação já em vigor e tentar envolver ainda mais os nossos atletas, fãs, mídia e promotores dos eventos nesta nova experiência”.

CAMPEÕES REGIONAIS – Além das mudanças acima citadas, a World Surf League também vai valorizar os circuitos dos sete escritórios regionais que organizam as etapas do Qualifying Series, que a partir de 2015 passarão a se chamar WSL South America, WSL North America, WSL Hawaii, WSL Australia, WSL Europe, WSL Africa e WSL Japan. Os campeões regionais da Austrália, Europa, África, Japão, Havaí, América do Norte e da América do Sul, como Alex Ribeiro e Jacqueline Silva que conquistaram os títulos sul-americanos de 2014, terão pré-classificação garantida em todos os eventos do WSL Qualifying Series na temporada seguinte.

PRO JUNIOR E LONGBOARD – A World Surf League também vai promover mudanças significativas na categoria Pro Junior, que já coroou grandes campeões até do WCT como o havaiano Andy Irons (in memoriam), o australiano Joel Parkinson e agora Gabriel Medina, além do também brasileiro Adriano de Souza que foi o mais jovem a festejar um título mundial na história da ASP, com apenas 16 anos de idade em 2003. As vagas para o WSL World Junior Championship continuarão sendo definidas nas seletivas dos sete escritórios regionais e o ano de 2015 será o último da categoria Pro Junior para surfistas com até 20 anos de idade, pois a partir de 2015 este limite vai baixar para 18 anos.

“O ASP World Junior Championship é o evento da categoria Junior de maior prestígio no planeta e o calibre dos campeões das edições passadas comprova isso”, destaca Kieren Perrow. “Nós gastamos um tempo significativo discutindo tendências dentro do mundo do surfe, o desempenho do atleta, o percurso da sua carreira, que determinaram uma proposta evolutiva para o Programa Pro Junior da World Surf League nos próximos dois anos e essas mudanças certamente irão beneficiar o desenvolvimento do esporte”.

As etapas da categoria Pro Junior e da modalidade Longboard organizadas pelos escritórios regionais para selecionar os representantes dos continentes para disputarem o título mundial da World Surf League terão apenas um nível de premiação a partir de 2015, com todas valendo 1.000 pontos para os rankings regionais. Tanto no Pro Junior como no Longboard, a premiação será de 10.000 dólares para a categoria masculina e de 2.500 dólares para a feminina.

Os valores das inscrições nos eventos também já foram anunciados pela World Surf League. Continuando no Pro Junior e no Longboard, o valor a ser pago para participar das seletivas regionais será de 125 dólares para o masculino e 75 dólares para o feminino. Já nas etapas do WSL Qualifying Series, as do QS 1000 e QS 1500 serão de 200 dólares para o masculino e 100 dólares para as meninas, as do QS 3000 e QS 6000 serão de 250 dólares para os homens e os mesmos 100 dólares no feminino, enquanto as do QS 10000 serão 325 dólares para as duas categorias.

CALENDÁRIO DAS ETAPAS DA WSL SOUTH AMERICA PREVISTAS PARA 2015:

Fev 06-08 – Longboard masculino e feminino – Rip Curl Longboard Pro – US$ 12.500 e 1.000 pontos
San Bartolo, Lima – Peru

Fev 12-14 – Longboard masculino e feminino – Huanchaco Longboard Pro – US$ 12.500 e 1.000 pontos
Playa El Elio, Huanchaco, Trujillo – Peru

Fev 27-01 – Pro Junior feminino – Rip Curl Copa Cyzone – US$ 2.500 e 1.000 pontos
San Bartolo, Lima – Peru

Mai 04-10 – QS 10000 – Quiksilver Saquarema Prime – US$ 250.000 e 7.000 pontos
Praia de Itaúna, Saquarema, Rio de Janeiro – Brasil

Ago 04-09 – QS 1500 – Maui and Sons Arica World Star Tour – US$ 50.000 e 1.000 pontos
El Gringo, Arica – Chile

Ago 06-09 – Pro Junior masculino e feminino – Red Nose Pro Junior – US$ 12.500 e 1.000 pontos
Praia do Pontal, Baía Formosa, Rio Grande do Norte – Brasil

Ago 19-23 – QS 3000 Feminino – Rip Curl Women´s Pro San Bartolo – US$ 30.000 e 2.000 pontos
Tercer Molle, San Bartolo, Lima – Peru

Ago 27-30 – QS 3000 Feminino – Maui and Sons Pichilemu Women´s Pro – US$ 30.000 e 2.000 pontos
Punta de Lobos, Pichilemu – Chile

Set 09-13 – Pro Junior masculino e feminino – Chicama Pro Junior Classic – US$ 12.500 e 1.000 pontos
Puerto Chicama – Peru

Out 20-25 – QS 3000 masculino e feminino – Mahalo Surf Eco Festival – US$ 130.000 e 2.000 pontos
Praia da Tiririca, Itacaré, Bahia – Brasil

Out 27-01 – QS 6000 – Oceano Santa Catarina Pro – US$ 150.000 e 4.000 pontos
Praia da Joaquina, Florianópolis, Santa Catarina – Brasil

Nov 02-09 – QS 10000 – O´Neill SP Prime – US$ 250.000 e 7.000 pontos
Praia de Maresias, São Sebastião, São Paulo – Brasil

 

2679c757383d445e1fe30c2df31bf929 (Copiar)

TOP-34 DO WSL WORLD CHAMPIONSHIP TOUR 2015 – Top-22 do WCT 2014:

Campeão mundial: Gabriel Medina (BRA), 21 anos
2: Mick Fanning (AUS), 33 anos
3: John John Florence (HAV), 22
4: Kelly Slater (EUA), 42
5: Michel Bourez (TAH), 29
6: Joel Parkinson (AUS), 33
7: Jordy Smith (AFR), 26
8: Adriano de Souza (BRA), 27
9: Taj Burrow (AUS), 36
10: Josh Kerr (AUS), 30
11: Kolohe Andino (EUA), 20
12: Owen Wright (AUS), 24
13: Nat Young (EUA), 23
14: Julian Wilson (AUS), 26
15: Adrian Buchan (AUS), 32
16: Bede Durbidge (AUS), 31
17: Filipe Toledo (BRA), 19
18: Kai Otton (AUS), 35
19: Miguel Pupo (BRA), 23
20: Sebastian Zietz (HAV), 26
21: Fredrick Patacchia (HAV), 33
22: Jadson André (BRA), 24

os 10 que se classificaram para o WCT 2015 pelo Qualification Series:

23: Matt Wilkinson (AUS), 26 anos
24: Adam Melling (AUS), 29
25: Brett Simpson (EUA), 29
26: Jeremy Flores (FRA), 26
27: Matt Banting (AUS), 20
28: Wiggolly Dantas (BRA), 25
29: Italo Ferreira (BRA), 20
30: Keanu Asing (HAV), 21
31: Dusty Payne (HAV), 26
32: Ricardo Christie (NZL), 26

convidados por contusões em 2014:

35: C. J. Hobgood (EUA), 35 anos
36: Glenn Hall (IRL), 33

TOP-17 DO WCT FEMININO DA WSL PARA 2015 – Top-10 do WCT 2014:

1.a: Stephanie Gilmore (AUS), 26 anos
2.a: Tyler Wright (AUS), 20
3.a: Carissa Moore (HAV), 22
4.a: Sally Fitzgibbons (AUS), 24
5.a: Malia Manuel (HAV), 21
6.a: Lakey Peterson (EUA), 20
7.a: Bianca Buitendag (AFR), 21
8.a: Johanne Defay (FRA), 21
9.a: Courtney Conlogue (EUA), 22
10: Laura Enever (AUS), 23

6 classificadas pelo QS:

11: Coco Ho (HAV), 23 anos
12: Nikki Van Dijk (AUS), 23
13: Alessa Quizon (HAV), 20
14: Silvana Lima (BRA), 30
15: Sage Erickson (EUA), 24
16: Tatiana Weston-Webb (HAV), 18

convidada da WSL:

17: Dimity Stoyle (AUS), 23 anos

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=1416