Ripcurl Pro Bells Beach 2014

Bells lineup ... photo Kirstin (Copiar)Os brasileiros se destacam entre os melhores surfistas do mundo no evento mais tradicional do Circuito Mundial

ASP South America
O início do Rip Curl Pro Bells Beach foi adiado na quarta-feira de ondas pequenas para abrir a terceira etapa do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014, que tem prazo até o dia 27 para ser encerrada na Austrália. Os brasileiros se destacam entre os melhores surfistas do mundo no evento mais tradicional do Circuito Mundial esse ano, com Adriano de Souza defendendo o título de campeão nas direitas de Bells Beach e Gabriel Medina a liderança no ranking do WCT conquistada com a vitória na abertura da temporada na Gold Coast. A primeira chamada da quinta-feira foi marcada as 7h00 na Austrália, 18h00 da quarta-feira pelo fuso horário de Brasília. Continue lendo

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=404

Michel Bourez festeja primeira vitória taitiana no WCT em Margaret River

3Gabriel Medina segue liderando o ranking mundial

ASP South America
O Brasil segue liderando o ranking mundial com Gabriel Medina, 20 anos, com os mesmos 2.000 pontos de vantagem que tinha sobre o australiano Joel Parkinson, 32, porque ambos perderam nas quartas de final que abriram o domingo decisivo do Drug Aware Margaret River Pro na Austrália. O campeão da segunda etapa do Samsung Galaxy ASP World Championship Tour 2014 foi Michel Bourez, 28, que se tornou o primeiro surfista do Taiti a vencer uma etapa do WCT. A disputa pelo prêmio máximo de 100 mil dólares foi contra o australiano Josh Kerr, 30, que barrou Gabriel Medina e terminou como vice-campeão em Margaret River como no ano passado, quando perdeu a final para o havaiano Dusty Payne, 25 anos. Continue lendo

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=387

MARGARET RIVER PRO: Quartos-de-final decididos em The Box

Parko

Parko

Foi a primeira vez que o World Tour foi corrido em The Box e na memória fica para já um festival de tubos e alguns wipeouts

Foi um dia marcante na história da ASP. O Drug Aware Margaret River Pro recomeçou esta quinta-feira depois de três dias de pausa e com o off shore a chegar em força a organização decidiu realizar a quinta ronda em The Box, um mítico slab do Oeste australiano. Foi a primeira vez que o World Tour foi ali corrido e na memória fica para já um festival de tubos e alguns wipeouts. Continue lendo

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=380

Peaking: Prepare-se para Peter Mel

pete mel 2 (Copiar)Quando montanhas d’água marcham em forma de ondas gigantes, não há quem não sinta frio no estômago

Por Brian Roddy
Mesmo para um big rider consagrado como Peter Mel, que vem desafiando Mavericks há décadas, não há como escapar do nervosismo ao encarar ondas gigantes. Continue lendo

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=367

Mole Session 6 Abril 2014

a_53 (Copiar) (Copiar)Sementes

Daniel Dubi
Tudo precisa de um inicio. As árvores provëm das sementes. Tëm que ser regadas, precisam do solo, do Sol para crescerem. Assim também ocorre no surf. Os mais antigos tëm que se reinventarem, aprenderem sempre para náo ficarem para trás. Exemplo disto é o Kelly Slater que com 42 anos ainda dá muito trabalho para guris como Jonh Jonh Florence e Medina. Continue lendo

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=358

O que nós fazemos pelo surf?

a_87 (Copiar)“Give a wave and put somenting back into surfing”

Daniel Dubi
Tudo o que fazemos é pegar, pegar e pegar ondas. Recebemos esse dom divino de andar sobre elas e a maioria dos surfistas reconhecem isso. Muitos até conseguem uma profissão e ganhos financeiros envolvidos com essa pratica. Mas o que nós fazemos pelo surf? Continue lendo

Link permanente para este artigo: https://www.floripasurfreport.com.br/?p=344